sexta-feira, 2 de maio de 2008

Futebol – Boca x Cruzeiro

Assisti ao jogo do Cruzeiro com Daniel meu novo primo (primo da patroa)... Foi uma comédia, hilário mesmo... Eu me achava louco assistindo ao Palmeiras, mas ele me supera... Gritos, pulos, xingamentos, socos e tapas (e eu que achava meu sofá fraco), revoltas e um final até feliz.

Análise do Jogo

Eu, Daniel e os pingüins (da Antarctica, estamos virando fãs...) assistimos a um jogo estranho, parecia que o Boca tinha 2 ou 3 jogadores a mais que o Cruzeiro, era incrível, sempre aparecia um argentino.

Acuado, recuado e, para não dizer outra palavra, dominado vimos um Cruzeiro apático, com muitos erros de passes, nervosismos e um futebol fraco. Perguntávamos-nos, onde está a raposa?

Mal tomamos o 2º copo, 6 minutos e ele, sempre ele... Riquelme... Jogada bem construída (diga-se de passagem).

Final primeiro tempo, Boca 1 x 0 Cruzeiro (com 11, mas pareciam 8).

Segundo tempo, tudo se repete, porém começamos a notar que o Cruzeiro esboçava uma reação... 19 minutos, Riquelme (sim, ele de novo) dá passe para Dátalo (em posição duvidosa), dá um corte (seco) em Thiago Heleno e afunda Fábio no gol.

Depois disso ainda teve uma bola na trave do gol de Fábio.
De repente, uma luz, aos 32 minutos, escanteio cobrado para a ponta da área, Fabrício recebeu e arriscou o chute de fora da área, a bola desviou em González e enganou o goleiro Caranta. Boca 2 x 1 Cruzeiro.

Daí para frente o jogo foi outro, o Cruzeiro se reencontrou, passou a contar o Boca e até jogar de igual para igual.

Quarta-feira que vem, jogo de volta, o Cruzeiro precisa vencer por 1 a 0.

No final, uma cena trágica, um caldeirão mágico como aquele fica manchado por tristes mentes que ainda fazem “merdas” (desculpem, mas é a palavra certa)... Um objeto foi atirado no Assistente Pablo Fandiño, precisando ser atendido. O que fez com que o árbitro encerrasse o jogo.

Posso estar dizendo uma grande asneira, mas depois da sorte que teve (1 bola na trave e o chute do gol ter desviado em alguém para então entrar, caso contrário Caranta defenderia) acho que estamos vendo o campeão da Libertadores de 2008.

PS.: Não vi os outros brasileiros ainda, mas de todos, apostaria em Cruzeiro ou São Paulo.

*Acabei de ler no terra que a Conmebol pode declarar vitória para o Cruzeiro em razão dos incidentes ocorridos.

0 comentários: