segunda-feira, 5 de maio de 2008

Gafanhotos

De hoje em diante, se eu ouvir alguém dizer que um gafanhoto é esperança, vai sair no braço comigo...
Todo mundo diz isso, que não se pode matar, que é esperança, notícias boas e etc.


Deveriam ter visto minha casa hoje.
Sem exagero, eu contei 38, matei 32.
Sim eu matei. Tudo bem, 1 ou 2 pode até dar sorte, mas 38?
Minha patroa morre de medo, nosso "catarrento" também, aí sobra para o "degas" aqui ficar tirando os bichinhos da esperança de dentro de casa e levando para a rua. Isso já durava quase 1 semana. Nem a janela da sala podia ficar aberta, nesse calor, valha-me Deus.
Hoje, apelei. Fui para fora e matei todos que consegui, aqueles que estavam mais altos ou na cerca elétrica, levaram com o cabo da vassoura, vieram ao chão e morreram. E olhem que existem alguns valentes que vieram contra mim.
Fala sério, a gente mal conseguia entrar em casa.
Sim, 32.
Porém, como curioso que sou, fui para nosso grande amigo Google, que tudo sabe e tudo vê.
Façam como eu, uma simples busca e me digam onde está a esperança?

Procurando e lendo mais (sim estou de folga hoje) descobri que existem vários tipos, e que o tal "esperança" não é o gafanhoto, e sim o Louva-a-Deus:

Bem diferente daqueles que estão mortos ali fora:


Para quem se interessou podem ler mais na Wikipedia seguindo os links abaixo:
Gafanhotos e Louva-a-Deus.
Imagens by Wikimedia, todos os direitos reservados.

0 comentários: