quinta-feira, 5 de junho de 2008

Futebol e tribunais, um casamento que eu não gosto

Vamos lá ver uma coisa. Tudo, mas tudo que acontece em um jogo de futebol o STJD, TJD e outras siglas afins fazem julgamento, punem, e etc.

A violência de um jogador deve ser punida, claro, um atraso de 15 ou mais no retorno para o 2º tempo também. Uma arbitragem errada, mais ainda.
Mas em minha opinião está demais... TUDO que acontece os tribunais “entram em campo”. Futebol não é jogo de tribunais e fóruns, é jogo de gramado, estádio, torcida vibrando, toque de bola, pegada forte, belas defesas, belos dribles e gols.
Alguns fatos interessantes:

Um torcedor do time A, vai ver o jogo contra o time B, no estádio do time B. Sai de casa já meio nervoso e leva consigo um rojão. Já pensando em fazer “caca”.
Ele consegue fazer uma “mágica” e passar pela segurança com o rojão. Chega lá, seu time é goleado por 5 a 0. Ele vai e atira o rojão para o gramado.
O que acontece? O STJD pune o time B, que não tem culpa nenhuma, pelo ato do torcedor imbecil do time A, pela perda de mando em 356 partidas. Justo? NÃO

Hoje eu li no site do TERRA que o STJD levou o Palmeiras ao tribunal por se atrasar 3 (TRÊS) minutos no retorno para o 2º tempo.
Fala sério, fazer uma audiência, convocar advogados, promotor, juiz, por conta de TRÊS minutos? De duas uma, ou estão pegando no pé, ou não tem mais nada para fazer.
Acho que até 5 minutos deveria existir uma tolerância.
Será que ninguém pensou que o relógio do Palmeiras poderia estar 3 minutos atrasado?
Ou o relógio da arbitragem adiantado?
Qual foi o resultado? Absolvição, como era óbvio.

Quando é preciso culpar e penalizar, não é feito. No caso dos Aflitos, por exemplo, sobrou para todo mundo. Juiz, Botafogo, Náutico, jogadores, só faltaram os gandulas.
MAS quero fazer uma ressalva, a Federação Pernambucana de Futebol corre o risco de pegar a grandiosa multa de R$ 1.000,00, sim apenas Um Mil Reais, acusada de não cumprir suas obrigações na realização do jogo.

Vamos jogar futebol, jogar bonito, sem essas palhaçadas. O Futebol está se transformando em um jogo onde todos querem aparecer e ter seu nome, até tribunais.
Antigamente não tinha nada disso. E o futebol era uma guerra?
Não muito pelo contrário.

0 comentários: