quarta-feira, 18 de junho de 2008

A loucura da TV aberta e paga.

Os mais atentos as notícias, revistas e etc devem estar acompanhando a atual briga envolvendo o governo, TV aberta, TV Paga, Rede Globo e Grupo Abril.
Tudo começa com o Projeto Lei 29, ou PL29, não vou entrar em muitos detalhes aqui pois neste post expliquei o básico (o que nos interessa mesmo, pois quem quer saber os detalhes vai no site deles).
Porém um novo capítulo dessa novela começou a ser escrito desde que a Sky e a MTV não entraram em acordo para a renovação de contrato.

Em dezembro/2007 venceu o acordo de distribuição do sinal da MTV pela Sky.
Tentativa de acordo pra cá, pra lá, e nada.
A MTV propunha aumentar o valor do pagamento que a Sky faz a MTV, a Sky não concordou, pois achou abusivo. A "peleja" vem desde janeiro.
No início desse mês a Sky deu um ultimato, ou a MTV chegava a um acordo com eles, que fosse bom para ambas as partes (notem que a Sky hora nenhuma recusou-se a negociar) ou o sinal da MTV seria interrompido em 48h.
O que aconteceu? A MTV não fez nada e a Sky cortou o sinal para todo o Brasil, menos SP.
Ao contrário do que a maioria pensa, a MTV não é da Globo, e sim do Grupo Abril, que tem ainda o canal Ideal e Fiz. Para quem não se lembra, o Grupo Abril é um dos acionistas (o acionista) da TVA.
As duas maiores redes TV por assinatura são a Net e a Sky.
A Sky tem 74% das suas ações nas mãos do grupo americano Liberty Media, o restante das ações pertencem a Globo.
Já a Net tem 49% das suas ações com o bilionário Carlos Slim, pelo grupo mexicano Telmex, o restante, pertencem a Globo.
Sendo as duas as maiores TVs por assinatura do país podem ditar ou não o que acontecerá no mercado. Até aqui, podemos aceitar o cenário, por que cá entre nós, ninguém merece ver o faustão aos domingos ou limitar-se a ver os jogos que a Globo, Bandeirantes ou Record vão passar.
Não discordo totalmente do PL29, pra dizer a verdade acho que ele está mal feito.
Imagine você chegando em casa as 18:15, horário em que está acostumado a ver Smallvile, ser obrigado a ver um programa nacional, aí você muda para a Fox, o mesmo, TNT, o mesmo.
Pois é isso que vai acontecer. O que mais pode acontecer? Iremos perder muitos canais, pois a grade das TVs por assinatura terá que ter uma porcentagem de canais nacionais, para não ter que assinar contrato com outros canais nacionais o que as operadoras farão? Irão diminuir o número de canais internacionais, balanceando assim a cota.
Esquecendo o PL29, depois da atitude da Sky perante a MTV, o Grupo Abril vem fazendo um "salseiro" em torno disso tudo. Na Veja dessa semana saiu uma reportagem de 2 páginas que, literalmente, acaba com a Sky. Para mim a reportagem chega a ser sensacionalista, ao dizer que, passo a citar: "se ele decidiu sintonizar um enlatado americano, é porque quer ver exatamente isso: um enlatado."
No site da mesma revista a chamada para a matéria é:

"Telecomunicações: A Sky quer determinar o que o brasileiro deve ver na TV"

Mas espera aí? Eu ou você somos obrigados a ter Sky? Não.
A Sky nos obriga a ver contúdo que não queremos? Não. (Posso desligar a TV ou mudar de canal.)
Se eu pago para ter o Pacote X, é porque EU QUERO.
O PL29 nos dá liberdade de escolha? Não.
O Grupo Abril está usando o PL29 para ganhar mais dinheiro em cima da Sky? Sim.

É claro que não sou somente elogios a Sky, tenho minhas críticas.
Acho os pacotes Brasileirão, HBO, ESPN caros, acho que o pay-per-view já foi melhor, acho o equipamento Sky+ um roubo (R$299,00 mais R$27,90 mensais, em Portugal o mesmo equipamento custa 50 Euros e mais 5 euros mensais) ou seja, nem tudo são flores.
Vamos a um fato recente, a Rede Globo, pediu o adiantamento do jogo entre Bragantino e Corinthians para dia 25/06. Sabem por quê? Para ser transmitido para São Paulo, enquanto o restante do Brasil assiste a LDU e Fluminense.
Isso tudo por que o diretor do Globo Esporte, Marcelo Campos Pinto, acha que o jogo dos gambás dará mais audiência em SP do que a primeira final da Libertadores, ou seja, estão trocando um jogo de final da libertadores, por um joguinho, entre dois timinhos da série B.
E ainda tem a coragem de dizer, o SporTV vai passar o jogo do Flu, mas e quem não tem TV por assinatura? É obrigado a ver o que a Globo quer.
Nessa briga, pelos vistos, quem sairá perdendo somos nós.

0 comentários: