quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Estou me cansando... De ser garfado!

Se repararem, não escrevo uma linha desde segunda.
Sinceramente, falta-me vontade, ânimo, motivação.
Escrever pra quê? Por quê?
O futebol entrou muito cedo na minha vida, pois meu pai, palmeirense, tinha a mania de ver os jogos e a noite ligar o "radinho" de pilha para ouvir os comentários na rádio Globo... Tanto que para mim é impossível não associar o "fiu-fiu" a Rádio Globooooo...
E foi tomando conta de mim esse gosto pelo Palmeiras, a paixão foi crescendo e quando me vi, torcia para um clube que já tinha tido várias glórias, mas que passava por momentos complicados. E por muitas vezes me perguntei por que torcia para um time que ia tão mal no campeonato Brasileiro (decada de 80), mas continuava firme.
Quando me perguntavam, a resposta era sempre a mesma: Torço para o Palmeiras!
Então vi nosso clube fazer uma parceria única no Brasil. Ao lado da Parmalat começou a planejar o que seria uma grande época para nós, obviamente faltou a cereja no topo desse bolo (o mundial), mas foi muito bom, foi delicioso soltar o grito de CAMPEÃO. Grito este que eu nunca havia soltado. E esse grito foi praticamente completo...
Em 6 anos (93 a 99) este grito ecoou em todos os campeonatos possíveis a um time brasileiro (excetuando o mundial). Paulista, Rio-São Paulo, Copa do Brasil, Brasileiro, Mercosul, Libertadores... Alguns sofridos, outros nem tanto. Mas ganhamos 6 dos 7 títulos que poderíamos ter ganho.
Então, em 2002, a derrocada. A triste queda para a Série B, do Brasileiro. Foi triste, foi humilhante... Abandonar o Palmeiras? Guardar a camisa? NUNCA! JAMAIS!
E firmes e fortes, fomos disputar a série B. Até então, NENHUM grande clube que fora rebaixado havia sido campeão. Aliás, a maioria nem disputava, no tapetão, com ajuda aqui e alí, voltavam a disputar a Série A.
Nostro Palestra não foi como esses... Disputou, empolgou e foi CAMPEÃO DA SÉRIE B!
E abriu o precedende de que, disputar a Série B, não era vergonha, era para ser Campeão! E eis que depois disso tivemos Grêmio, Atlético-MG e Corinthians, grandes clubes que foram rebaixados e foram Campeões!
De lá para cá, nossas piores participações foram em 2006 (16º) e 2007 (7º), nos outros anos, fomos 4º. Estivemos ali, beliscando a taça novamente.
Mas os interesses de políticos, financeiros e da Rede Globo, começaram a manchar nosso campeonato Brasileiro em 2005.
Naquele ano, o Zveitão 2005, foi descoberto e, em uma decisão inédita, 11 jogos foram anulados e repetidos, com isso, o Inter, que seria o Campeão, perdeu o título, pois o Corinthians ganhou mais 4 pontos nesses jogos anulados, sagrando-se campeão.
Depois disso, veio a época Bambi, ou o Campeonato de Pontos Roubados, como eu gosto de dizer. Temos vários Dossiês na internet, vou deixar aqui este link sobre 2007 e este sobre 2008 para entenderem melhor.
Chegamos, finalmente, em 2009. Após um começo mediano e uma decisão estranha, mas apoiada por muitos, Belluzzo demite Vanderlei Luxemburgo. Estávamos na 7ª rodada e muitos ligaram a decisão de Belluzzo a demissão de Muricy do são paulo. Nosso Palmeiras era o 4º e não vinha jongando bem. O interino Jorginho assumiu o cargo e fez uma campanha incrível, 8 jogos, 5 vitórias, 2 empates e 1 derrota, um aproveitamento de 70,8%.
Nesse entremeio o Palmeiras anunciou a contratação de Muricy Ramalho. Contestada por muitos (inclusive por este que vos escreve) mas apoiada por outros muitos.
Começamos a ver uma mudança de estilo. Com Jorginho, o time partia para a pressão no início do jogo, marcava a saída de bola adversária, corriam como loucos, e só recuavam para jogar no contra-ataque depois de 1, 2 ou 3 gols.
Com Muricy, o time começa na defensiva, jogando em casa ou fora. Partimos no contra-ataque mesmo estando 0 x 0 ou até mesmo perdendo. Em 20 jogos, ganhamos 8, empatamos 6 e perdemos 6. Um aproveitamento pífio de 50%. 26 gols marcados, 24 sofridos. Éramos a melhor defesa do campeonato, tínhamos o melhor saldo de gols. Até Muricy assumir, tínhamos feito os mesmos 26 gols, porém havíamos levado apenas 14 gols.
Não posso esquecer da maior contratação deste ano, Vágner Love! Assim como a maioria, eu gritei para todos que Love iria arrebentar, que faria muitos gols, que o que era bom, iria ficar melhor ainda, pois éramos carentes de um matador. Quando Love desembarcou no Brasil com trancinhas verdes, já não gostei. Não gosto dessas frescuras... Chuteira colorida, cabelinho desenhado, com a cor do time e etc. Jogador tem que ser sério, carrancudo, forte, firme, tanto penso assim, que detesto o Kaká, Cristiano Ronaldo, Ronaldinho e outros. Futebol é coisa para macho e não para frescas...
Com Love, ao contrário do previsto, o time parou. Love fez sua estreia no dia 05/09, contra o Barueri, e ali começaram os problemas. Pênalti para o Palmeiras, Love foi cobrar e marcou. Marcava em sua estreia. De lá para cá, 5 vitórias, 2 empates e 5 derrotas. Nesses 10 jogos, coincidência ou não, o Palmeiras jogou bem naqueles em que Love não estava.
Muitas perguntas começaram a surgir. O que acontecia com o líder? Tantas rodadas na liderança mas onde estava o futebol? Rodada a rodada os adversários tropeçavam e o líder também, mas mantinha seu lugar. Até que um suposto corpo mole estava causando isso tudo. Devido a falta de acerto nos prêmios de final de ano, CASO o título viesse. Ciúmes pelo salário do astro (?) Vágner Love. Complô contra Muricy... Muitas hipóteses foram lançadas, muitas deles afirmadas em off. (Leitura obrigatória aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui).
Domingo, amigos, foi a gota d'água disso tudo. Simon não roubou só a nós. Roubou o Sport, o Náutico e o Santo André. Favoreceu o Fluminense, o Flamengo, o Atlético-MG, o Cruzeiro e o mais favorecido de todos, o são paulo.
Domingo, tivemos a prova de que existe sim, várias outras coisas no meio do futebol.
Simon apitou uma falta que só ele viu. Simon dá dois passos para o centro do campo, o bandeira corre em direção ao meio do campo, e então, se arrepende, lembra-se do que pode estar em jogo, e apita a falta. Depois justifica-se que havia apitando antes, durante o cruzamento. Fato que NENHUMA câmera de televisão captou. Lembrando que existem de 12 a 20 câmeras em uma transmissão de um jogo. Cerca de 12 microfones no campo.
O Palmeiras perdeu. O Fluminense, além da vitória, está se salvando. Assim os times do Rio não vão cair. Podem anotar, os rebaixados serão Sport, Náutico, Santo André e Coritiba. E o campeão, contra tudo e contra todos, será o PALMEIRAS.
Vamos vencer todos os jogos que faltam. Os bambis vão cair diante do Botafogo.
Nosso presidente inflamou o campeonato, inflamou os jogadores.
E isso vamos ver hoje a noite, em campo, contra o Ixpót, que vamos ganhar e golear por 4 x 0.
Presidente, estamos com o Sr! Força contra esses canalhas, pois eu, acredito até o FIM!
Leitura obrigatória este post e este.

Palmeiras minha vida é você!
Palmeiras até o fim! Contra tudo e contra todos!
Ei, imprensa, VTNC!


0 comentários: