sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

O inferno astral do Palmeiras, Antonio Carlos será o Anjo ou apenas mais um?

04 de Outubro de 2009, Santos 1 x 3 Palmeiras.
Marcos; Figueroa, Danilo, Maurício, Pablo Armero; Souza, Edmilson, Diego Souza, Cleiton Xavier; Vágner Love, Obina.

Aos 9 minutos do segundo tempo, Luizinho faz 1 x 0 para o Santos. Imediatamente, Muricy tira Obina e coloca Robert. 4 minutos depois da substituição, Diego Souza empata o jogo. 11 minutos depois, a estrela de Muricy brilha, Robert vira para o Palmeiras e 3 minutos depois Vágner Love fecha a conta.
Santos 1 x 3 Palmeiras, com direito a um grande futebol, um chocolate de tática, de futebol bonito e espetáculo. A torcida, obviamente, se inflamou e soltou o grito, preso a 15 anos... É! Campeão!
Isso na rodada 27, faltando 12 jogos, 36 pontos a serem disputados. Nesse momento, o Palmeiras era líder, com 53 pontos, 5 pontos na frente do 2º colocado (São Paulo).
Aqui, nesse jogo, para mim, começou o Inferno Astral do Palmeiras.
No próximo jogo, contra o Avaí veio a primeiro susto, Palmeiras 2 x 2 Avaí, saímos perdendo por 0 x 2, e conseguimos empatar, e então, o caldo "entornou".
Dia 12/10, Náutico 3 x 0 Palmeiras, dia 18/10, Palmeiras 0 x 2 Flamengo, dia 21/10, Santo André 2 x 0 Palmeiras. Depois dessa trinca maléfica, o Palmeiras ainda era líder, dependendo só de si. Estava em primeiro, 1 ponto a frente do 2º e 3 pontos a frente do 5º, o Flamengo.
Depois disso, dia 29/10, um lampejo de esperanças, Palmeiras 4 x 0 Goiás. Depois o jogo contra o SCCP, mais uma vez saímos perdendo por 0 x 2 e empatamos. Éramos líderes com a companhia do SPFW, e 4 pontos na frente do Flamengo, 4º colocado.
E então, veio o dia 08/11, Fluminense x Palmeiras, o Flu lutando para não cair (com o apoio da Globo) e outra vez, saímos perdendo. Na parte final da partida, Obina marca e o juiz anula o gol. Perdemos, caímos para 2º, 1 ponto atrás do líder, SPFW e 1 ponto na frente do 3º, Flamengo (que só vinha subindo). Na sequência, empate com o Sport no Palestra, vexame no Olímpico (Grêmio 2 x 0), vitória contra o Atlético-MG (3x1, com golaço do DIego Souza) e para fechar a conta, outra derrota, contra o Botafogo no Maracanã, Botafogo 2 x 1 Palmeiras, perdemos o título e a vaga para a Libertadores.
Todo o planejamento de um ano, foi para o lixo nesse dia.

O time dava claros sinais de ter problemas. Membros da diretoria pressionavam Belluzzo pela demissão de Muricy devido ao fracasso no Brasileirão-09, mas Muricy Belluzzo, bateu o pé e manteve o comandante.
Um limpa foi feito no clube, com várias dispensas. Dentre essas dispensas vários nomes que chegaram pela Traffic, o dito "lixo luxemburguiano", incluindo a saíde de Vágner Love, tido por muitos, inclusive por mim, responsável pelos problemas "dentro" do elenco.
Contratações? O zagueiro Léo, o volante Márcio Araújo, o retorno do meia William (estava emprestado ao Vitória), o lateral esquerdo Eduardo e a poucos dias a confirmação do meia Lincoln.
Não adiantou. O time não deu liga, não tem padrão de jogo, joga bem e perde, joga mal e ganha...
Técnico e Jogadores apáticos, nervosos, frios, com a cabeça perdida...
Esse era o retrato do Palmeiras. Quem aqui, realmente acreditava nesse Palmeiras?
E então, veio o jogo contra o Flamengo-PI, com todo o respeito, um time fraquíssimo, partida clara para uma grande apresentação e goleada verde. Jogo feio, perdido, ganhamos por 1 x 0, sofrido.
Depois veio o empate com o "grande" Botafogo-SP e então a "lavada" de quarta-feira.
Era óbvio que algo iria acontecer.
Os boatos, até então eram muitos, inclusive de que a Traffic fechou os cofres por não concordar com os métodos de Muricy Ramalho, que não aceita jogadores medianos no elenco, como contra-peso de grandes contrataçãos (vejam o caso Jumar, Marcão, Mozart e etc).
Outros dizem que o boicote vem de dentro, jogadores insatisfeitos com os métodos de trabalho de Muricy, com a falta de "tato" dele com o elenco, com a distância existente entre ele e o clube, entre ele e a Traffic.
Já há quem diga que o problema entre Muricy e Cipullo é que fechou os cofres do clube, e então criou-se um pequeno boicote a contratações.

Para mim, a grande verdade, é que a Traffic resolveu não investir pesado em um time que disputa apenas a Copa do Brasil. Para completar, o Palmeiras começa a investir em jogadores com potencial, deixando de depender da Traffic. Aliado a isso, acredito que os jogadores não estão muito satisfeitos com Muricy. Fato que, infelizmente, faz com que um time jogue ou não.

Acredito também, que a goleada sofrida em pleno Palestra Itália, foi apenas a gota d'água para algo que estava pronto.
Sim, meus caros, para mim, Antonio Carlos já havia sido sondado, e na altura a conversa deve ter sido:

"Você tem interesse em treinar o Palmeiras?
Sim, claro que tenho.
Então fica a espera, que a oportunidade vai chegar, e logo..."
Ou alguém aqui duvida dessas armações no futebol brasileiro? Por que será que Antonio Carlos cancelou a folga de Carnaval do time e colocou todo mundo para treinar?! Ele é um cara inteligente, viu a chance ali. Criticá-lo? Por quê? Você, no lugar dele, não faria a mesma coisa? Eu faria.
Mas será que Antonio Carlos vem mesmo para ser técnico? Ou para ser o tampão do momento, e em janeiro assumir o cargo de Gerente de Futebol? Ohhhh mas quem será o técnico então? Ninguém menos que Luis Felipe Scolari. Sim, teremos um 2010 cheio de incógnitas, onde a pretenção/objetivo é classificar-se para a fase final do Paulista, ir até onde der na Copa do Brasil, e no Brasileirão-10 conseguir uma vaga para a Libertadores-11.

Falando especificamente de Antonio Carlos Zago (porque resolveram divulgar o Zago depois de tantos anos?) eu, particularmente, não gosto da escolha. Acho que não tem experiência (e não me venham com o argumento de que o Dunga também não tinha, uma coisa é ter TODOS os jogadores brasileiros a disposição, outra é ter um Armero, Figueroa, Wendel e etc), não tem as costas quente para aguentar a turma do amendoim ou uma não classificação para as finais do Paulista e uma derrota na Copa do Brasil.
Meu pai, que a muitos anos acompanha o futebol, Palmeirense, apoia o nome. Aliás ele apoia a renovação no futebol, apoia novos nomes como Dunga, Antonio Carlos, Evair, Andrade e etc.
Podem anotar, se eu estiver certo sobre Felipão, Antonio Carlos fica todo o 2010, independente do resultado.
Quero muito estar errado, queimar minha lingua e ver um Palmeiras forte e vencedor.
Domingo, contra o SPFW, vamos vencer e vamos jogar bem. Por quê? Porque os jogadores apoiam o nome de Antonio Carlos.

PS.: Desculpem o post gigante.

0 comentários: