terça-feira, 27 de julho de 2010

AHA! UHU! O Valdívia é Nosso!!!!

Para quem duvidava, deixo apenas o link.

 

Continuar lendo -->

terça-feira, 20 de julho de 2010

Valdívia! Valdívia! Valdívia!

Sinto um cheiro de volta ao Palestra...
Senti esse cheiro a pouco tempo aqui...
Cheiro de magia...

Continuar lendo -->

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Agora mais calmo... Avaí 4 x 2 Palmeiras

Agora mais calmo, podemos analisar melhor o jogo de ontem.

O Palmeiras não jogou mal, mas também não jogou bem. Foi um time mediano, que é a nossa realidade.
Basta tomarmos por base nossos dois gols. O Primeiro uma falta muitíssimo bem cobrada por Marcos Assunção, que o goleiro do Avaí bateu roupa e abriu as pernas para Gabriel Silva estufar as redes. O segundo, Kléber invadiu a área e sofreu pênalti.
Ou seja, nenhum dos nossos gols saiu de uma jogada articulada. Ok, muito podem dizer que futebol, hoje em dia, é isso mesmo, se defender ao máximo, e aproveitar as bolas paradas mas, infelizmente, não sabemos nos defender bem, ainda.
O primeiro tempo foi muito bom, o Palmeiras, após Lincoln recuar um pouco e ficar mais junto dos volantes, desenvolvia um jogo compacto, indo para cima com consciência, mas sem resultado. Sabe aquele time que toca, toca, toca a bola no meio de campo e só?! Era o Palmeiras ontem.
Até que nossa zaga e Deola começaram a mostrar o que seria o jogo. Os atacantes do Avaí começaram a tocar, tocar até que Caio pegou a bola, foi levando, levando e soltou o chute... ninguém cortou, Deola ADIANTADO e com a MÃO DE MANTEIGA, aceitou... No segundo, bela troca de passes deles, nossa zaga, infantilmente parou pedindo impedimento, bola para o lateral que cruzou, e Robinho fez de canela, quase errando o gol. Avaí 2 x 1 Palmeiras.

O segundo tempo foi desastroso. Apesar do Avaí ter perdido 1 jogador expulso e do gol de pênalti de Kléber. O empate, cabia bem para os dois times, até que nossa torcida resolveu parar o jogo. Com trocentos sinalizadores, que soltaram litros de fumaça, até que o jogo teve de ser paralizado. Foi suficiente para Antonio Lopes decretar o rumo do jogo. Felipão já havia colocado Tadeu, na parada entrou com  Tinga e Vinícius, ficamos jogando em um 4-2-4, onde o meio era Marcos Assunção e Tinga, na frente, Vinícius, Kléber, Ewerthon e Tadeu, corriam loucamente, sem tática, sem eficácia.
Aí a sorte deu sua cara, Roberto (avaí) cercado, foi entrando, entrando e Léo fez a falta, dentro da área, e ainda foi expulso. Caio cobrou, Deola espalmou para frente (erro), ninguém do Palmeiras correu no lance, e o próprio Caio empurrou para o gol. Avaí 3 x 2 Palmeiras.
O quarto gol, foi um mero detalhe, o jogo já estava liquidado, bola lançada para Roberto, Deola saiu louco do gol, quase no meio do campo, não cortou o lance, não cometeu falta, levou o drible fácil, Roberto bateu de longe e gol.

Considerações:
* O Palmeiras pode mais, mesmo com esse elenco. Ewerthon foi mal, Tadeu é fraco, Tinga não se adaptou ainda.
* Felipão mexeu mal. Porém, com as peças que tem, até fez milagre.
* Bruno é melhor que Deola.
* Por que ninguém correu dentro da área na cobrança? Não acreditavam no Deola?
* Gaciba, mais uma vez foi um fanfarrão dentro de campo.

Atuações:

Deola: FRACO. ZERO
Vitor: Perfeito, o cara é craque! Lança como poucos - 9.
Leo: Falar o que? Péssimo - 2.
Edinho: Grande capitão! Gostei muito do jogo dele - 8,5.
Gabriel Silva: esta se soltando, precisa melhorar a marcação - 7.
Pierre: fica com o crédito do passado - 3.
Marcio Araujo: pouco fez - 5.
Marcos Assunção: tirando as excelentes cobranças de falta, nada mais - 6.
Lincoln: Está se tornando o cérebro do time, quando resolve jogar, não tem pra ninguém, vai ser um belo 8 ao lado do Mago - 9,5.
Kleber: partida quase perfeita, faltou só o gol com a bola rolando - 9,5.
Ewerthon: fraco - 5.
Tinga: vamos dar o desconto pela adaptação - 5.
Tadeu: Fraco - 5.
Vinicius: Fraquíssimo - 4.
Felipão: péssimas substituições, talvez por falta de peças, ou para dar o recado... 6.

Chuteira de Ouro: Lincoln

Continuar lendo -->

domingo, 18 de julho de 2010

Avaí 4 x 2 Palmeiras

Um tempo inteiro com um jogador a mais.
Deola sai quase no meio do campo, não corta a bola e nem faz falta.
Os jogadores não sabem que pode cortar o rebote no pênalti.
O Gaciba, pra variar, deixou de marcar um pênalti no primeiro tempo no Kléber e deu SÓ 7 minutos de acréscimo, quando ficou parado 6 minutos e para completar não deu 7 minutos na real.

Para não piorar, vou escrever só mais uma frase.

Esse time do Palmeiras está de brincadeira!

Continuar lendo -->

quinta-feira, 8 de julho de 2010

A magia está de volta

El Mago voltou...

Continuar lendo -->