segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Santos 1 x 1 Palmeiras

Sim... eles voltaram... quem? Os empates!
Entretanto, podemos dizer que foi justo. O Palmeiras jogou muito até os 30 minutos do primeiro tempo. No segundo, infelizmente, só deu lambari.
Nosso meio campo, mais uma vez jogou muito bem e foi superior, com Valdívia jogando muita bola, contando com o apoio de Rivaldo (olhem como é o futebol) e Márcio Araújo.
E graças a esse, digamos, entrosamento, saiu o gol do Palmeiras. Márcio Araújo recebeu de Valdívia, que devolveu para Valdívia, o típico 1, 2, a defesa do Santos abriu para marcar as laterais, El Mago viu K30 entrando e só rolou... Kléber nem matou a bola, chutou de primeira, forte no alto. Santos 0 x 1 Palmeiras.
Depois disso, Vitor ainda acertou um "balasso" no travessão.
No segundo tempo, o Santos entrou melhor, graças a boa substituição de Pará por Zé Love, avançado. Com essa mudança, o Santos acabou matando nossas laterais, o que fez o Santos crescer no jogo e partir pra cima. Mas o gol deles não saiu de uma grande jogada, mas sim, na sorte. Alan Patrik, que tinha entrado no primeiro tempo, driblou 2, e bateu, fraquinho, sem pretensão, Danilo tentou cortar, colocou o pé como uma moça, a bola resvalou, matou Deola, e entrou fraquinha do lado direito, rente a trave.
Então Felipão resolveu mudar, todos esperavam a entrada de Lincoln, fazendo o trio ao lado de Valdívia e Kléber no ataque, eis que surge Patrickkkkk, que não fez nada, foi um cone em campo. Aí que demos mais espaço para o Santos que meteu a cara e foi pra cima. Linconl entrou, aos 40, no lugar de? Valdívia, que mais uma vez saiu reclamando. E foi só! Santos 1 x 1 Palmeiras

O que sinto, principalmente após esse jogo, é que Felipão está com medo de perder. Antes de tentar ganhar, nosso comandante não quer arriscar perder. Sejamos francos, o título, é praticamente impossível. Seria preciso muitos tropeços dos times da frente, e uma série muito grande de vitórias. O que, convenhamos, não é fácil. Ainda acho que Felipão faz umas substituições que só ele entende. Como nesse jogo, a entrada de Linconl seria melhor que Patrik, que não jogou, mais vez, nada.
Se Felipão alega que não tem pretensões no campeonato, grita aos 4 ventos que o título é quase impossível e que o G3 está muito longe, qual o problema de testar? De duas uma, ou essas declarações são para "cutucar" o elenco e despistar a impren$a diante de maus resultados (o famoso "eu disse...") ou então ele acha que ainda dá e por isso não está arriscando muito.

Atuações

Deola: a defesa está muito bem postada, por isso, pouco tem participado. Quando acionado, foi perfeito - 9.
Vítor: Não gostei. Jogou praticamente só na defesa, pouco desceu, fez muitas faltas. De proveitoso, um chute no travessão, mas chute no travessão, não vale gol - 4.
Mauricio Ramos: PERFEITO - 9,5.
Danilo: fez uma partida legal, mas como eu sempre digo, uma entregada por jogo, e nesse, foi gol - 7.
Gabriel Silva: quando não é preciso ficar para marcar é muito bom jogador, mas quando precisa marcar... - 5,5
Edinho: errou muitos passes, não sabe fazer a saída de bola. Não gostei - 5.
Marcos Assunção: um jogo bate muito bem as faltas mas marca mal, nesse marcou extremamente bem, mas foi infeliz nas cobranças. - 7.
Marcio Araujo: começa a se firmar como titular, mexe-se bem, a jogada do gol, começou com ele - 8.
Rivaldo: vale o clichê, futebol é uma caixinha de surpresas. Cada partida está melhor, não sente mais a pressão e começa a se encaixar - 6,5.
Valdivia: primeiro tempo em alto nível, segundo, sem apoio foi fraco. Reclamou mais uma vez de ter saído, isso não pode acontecer. Volte a jogar como antes (ou melhor) que para de ser substituido. Pelo segundo tempo e pela reclamação leva um - 6.
Kleber: para mim, é o melhor atacante em atividade hoje. Falta-lhe um companheiro, e aí, vai ser duro segurar ele - 9,5
Patrik: ele entrou? ZERO
Lincoln: S/N
Felipão: errou ao não colocar Lincoln mais cedo. Quando entrou com Patrik, era a vez do Lincoln. Tomara que ele seja sincero, que o time dele é para o ano que vem. Se não, é muita grana, mais uma vez, para nada. MAS vejo uma evolução no time - 4.


Chuteira de Ouro: Kléber

0 comentários: